COMEÇA O ADVENTO

“Eis que virão dias em que cumprirei as promessas que fiz…” (Jr. 33, 14).

Queridas Irmãs,

Dentro de mais alguns dias começa o Advento! Tempo precioso no qual Deus quer falar ao nosso coração,  preparando-nos para celebrar o nascimento de Jesus.

Deus que nos ama, nos convoca à escuta da Palavra e a mudança de vida. Neste tempo somos também convidadas a nos unir de modo especial aos cristãos de todo mundo, que se preparam para celebrar a manifestação de nosso Salvador da humanidade.

O profeta Jeremias, é o profeta da esperança! Ele anuncia a chegada da libertação, para o povo que vivia no exilo. Ele anima o povo para que continue firme na caminhada, acreditando e lutando pela libertação. O profeta relembra ao povo a promessa de Javé: “Eis que virão dias em que cumprirei as promessas que fiz à casa de Israel e à casa de Judá. Nestes dias e nesse tempo farei brotar para Davi um broto justo, que exercerá o direito e a justiça no país” (Jer. 14 ss). Porém, o Evangelho, fala do fim de um tempo de sofrimentos e do começo de um tempo novo. “Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra as nações ficarão apavoradas, os homens vão desmaiar de medo! Mas, continua S. Lucas, levantem a cabeça! Pois quando essas coisas começarem a acontecer, é sinal que a libertação está próxima” (cf Lc 21, 25 ss).

Queridas irmãs, nós estamos vendo acontecer coisas estranhas, todos os dias! Há sinais estranhos entre os humanos e no universo. As pessoas estão se deixando dominar pela ira e pela violência que as levam a atitudes irracionais e a crimes hediondos! A vida do planeta terra está ameaçada! Tornados e tsunamis destroem vidas e cidades inteiras! Na mídia as principais notícias são de guerras, atentados, perseguição religiosa, injustiças, etc. Há crise em toda parte! Para falar dos países onde estamos presentes: Na Bélgica, os refugiados que chegam todos os dias implorando o direito de viver, lá também foram preparados os últimos atentados ocorridos na França. No Brasil, a corrupção e a briga pelo poder tomam conta da política. No Congo, o caos político e social parece interminável! Em Camarões a perseguição religiosa aos cristãos!

Como outrora, ao povo no exílio, a nós também Deus pede que sejamos vigilantes! Nesse período de três semanas que precedem a celebração do nascimento de Jesus, somos convidadas a estreitar os laços que nos unem entre nós, com nossos irmãos e com Deus! Neste tempo de advento a conversão pessoal e as boas obras devem ser pontos prioritários no nosso projeto de vida. “O Verbo feito carne vem habitar no

meio de nós” (cf. Jo 1, 14). Preparemos, portanto, o nosso coração com humildade simplicidade e muita caridade!

Advento é tempo de esperança! Somos convidadas a nos agarrar à esperança afim de continuarmos firmes na luta por um mundo mais justo. A justiça brotará da terra com a nossa participação. Longe de nós o desânimo, a falta de motivação! Temos que exercer nossa missão neste mundo conturbado! Para isso fomos chamadas!

Advento é tempo de vigilância! Sejamos vigilantes! Sejamos atentas ao que está acontecendo no mundo com nossos irmãos e irmãs que sofrem. Sejamos vigilantes para anunciar a tempo e a contratempo a Boa Nova do Evangelho àqueles que não conhecem Jesus Cristo.

Cuidemos de nossa maneira de viver e de testemunhar a vida religiosa! Apliquemo-nos a viver o carisma em palavras e gestos concretos. Cuidemo-nos para não nos deixarmos levar pelo consumismo!

Advento é tempo de misericórdia! Dia 8 de dezembro o Papa Francisco vai abrir o Ano da Misericórdia! O advento vai nos introduzir nesse ano santo e nos ajudará a redescobrir a misericórdia de Deus que nos ama incondicionalmente. Acolhamos a misericórdia de Deus e sejamos igualmente misericordiosas conosco mesmas e com nossas coirmãs, com todas as com as quais trabalhamos e com aquelas que nos cercam. Por sua encarnação e nascimento Jesus nos convida a abrir nossos corações e nossas portas para acolher os pobres e os marginalizados.

No Advento Deus interpela cada uma de nós em particular mas também interpela nosso Instituto das Irmãs de S. Vicente de Paulo de Gijzegem, a viver radicalmente o Evangelho. Esta mesma interpelação nos é feita por nossas Constituições que determinam: “que nos comprometamos no serviço aos menos favorecidos e a lutemos em favor de todas as iniciativas que possam modificar as estruturas geradoras de miséria” (cf. Const. 2.1). Usando a linguagem da FAMVIN (Família Vicentina), lutemos pela mudança sistêmica!

Para ajudar na caminhada do Advento, propomos que seja feita em comunidade e em particular, a leitura e a meditação da “Bula da Proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia – O rosto da misericórdia” do Papa Francisco.

Desejamos a todas, um Santo tempo de Advento e desde já um Feliz Natal!

Que Maria Mãe do Salvador nos acompanhe sempre!

Em união, com carinho,

Pela equipe do Generalato,

Ir. M. Enir Loubet

Sup.Geral

Postado em sábado, novembro 28th, 2015 a 20:29 e é arquivada sob Espiritualidade, Novidades . Você pode seguir qualquer resposta para esta entrada através do RSS 2.0 feed. Os comentários e o contato estão encerrados.

Os comentários estão fechados.